Warning: fopen(logs/log_ouvindo_opinioes.txt) [function.fopen]: failed to open stream: No such file or directory in /home/storage/6/a1/fc/edudelphipage/public_html/includes/edp_log.php on line 6

Warning: fwrite(): supplied argument is not a valid stream resource in /home/storage/6/a1/fc/edudelphipage/public_html/includes/edp_log.php on line 8

Warning: fclose(): supplied argument is not a valid stream resource in /home/storage/6/a1/fc/edudelphipage/public_html/includes/edp_log.php on line 9
 EduDelphiPage - Ouvindo Opiniões | A regulamentação da profissão Analista de Sistemas é bom ou ruim?

Ouvindo Opiniões

A regulamentação da profissão Analista de Sistemas é bom ou ruim?

Opinião escrita por Douglas Tosi

Sobre o autor: Diretor da Sinática Tecnologia da Informação e criador do Sinática Monitor for Firebird. Trabalhou diariamente com Delphi desde a versão 1 em 1996 até a versão 6. Estuda Tecnologia em Análise de Sistemas na Universidade Positivo em Curitiba e planeja especializar-se em Engenharia de Software. Quando não tem um teclado por perto gosta de cozinhar e apreciar bons cafés.

Contato: douglas.tosi@sinatica.com

Fiquei espantado com o tamanho da polêmica ao redor da lei de regulamentação da profissão de Analista de Sistemas.

Primeiro, porque acredito que ela vai melhorar a qualidade do mercado de sistemas de informação. O estabelecimento de um Conselho Regional de Informática é apenas um passo. Com um órgão que regulamenta a profissão é possível avaliar cada profissional antes de atribuir um certificado que autoriza o exercício da profissão. A lei ainda não menciona isso, mas é um próximo passo muito provável.

Imagine comigo. Se você fosse contratar um advogado para cuidar de um processo importante pra você, procuraria o mais barato ou daria preferência a um que passou na prova da OAB? Sabemos que ter uma carteira da OAB não é garantia de honestidade e presteza do advogado. Mas não ter a carteira é garantia de que o advogado não é dos melhores. Se você só está interessado no preço e não se importa com a qualidade, a escolha é clara.

Agora imagine que você quer projetar e construir sua casa ou a cede da sua empresa. Você contrata aquele pedreiro que reformou a churrasqueira ano passado ou procura um engenheiro credenciado pelo CREA? O engenheiro vai custar mais caro, claro. Mas é um projeto importante. Você não quer goteiras e também não quer que a janela simplesmente caia da parede quando você se mudar. A escolha parece óbvia, não? Existe uma diferença grande na credibilidade e eu acho que é exatamente aí que a lei vai beneficiar a todos. Os bons profissionais vão se sobressair e ter uma remuneração condizente com a responsabilidade que passa a ser maior. Os clientes e usuários passam a ter uma referência na hora de escolher o profissional que ele quer contratar para executar seu projeto. Nada contra amadores reformando churrasqueiras. Muito pelo contrário. Existem excelentes profissionais de TI que começaram assim mesmo, como um hobby. O importante é o cliente saber distinguir entre um amador e um profissional.

Segundo, todas as reclamações que li e ouvi sobre esta lei foram no formato "Fulano é analista de sistemas há 30 anos, não fez curso superior e é muito melhor que qualquer recém-formado". Concordo plenamente. Só que não existe o que reclamar nestes casos. Já está previsto na lei que se você exerce a profissão há pelo menos cinco anos no momento em que ela entrar em vigor não há necessidade de curso superior. Você já está dentro da regulamentação. Acho que devemos concentrar nossa energia em fazer esta idéia dar certo. A informática é uma ciência relativamente nova, mas não é por isto que ela precisa permanecer artesanal.

Comentários

Nenhum comentário foi feito ainda
 

"Ouvindo" Opiniões (as mais lidas)

Em breve, aguarde!!!

Pharetra Sed Tempus

Morbi sit amet mauris Nam vitae nibh eu sapien dictum pharetra. Vestibulum elementum neque vel lacus. Lorem ipsum dolor sit dolore phasellus pede lorem proin auctor dolor loremmassa phasellus sit. More…

Outras edições da Revista Active Delphi