Warning: fopen(logs/log_ouvindo_opinioes.txt) [function.fopen]: failed to open stream: No such file or directory in /home/storage/6/a1/fc/edudelphipage/public_html/includes/edp_log.php on line 6

Warning: fwrite(): supplied argument is not a valid stream resource in /home/storage/6/a1/fc/edudelphipage/public_html/includes/edp_log.php on line 8

Warning: fclose(): supplied argument is not a valid stream resource in /home/storage/6/a1/fc/edudelphipage/public_html/includes/edp_log.php on line 9
 EduDelphiPage - Ouvindo Opiniões | Qual versão do Delphi utilizar?

Ouvindo Opiniões

Qual versão do Delphi utilizar?

Opinião escrita por Jean Richard

Sobre o autor: Trabalha na área de TI há 20 anos. Foi desenvolvedor de um dos primeiros softwares de gestão de emissoras de rádio, o qual foi e é usado por várias emissoras no Brasil. Trabalhou como Diretor de TI da Prefeitura de Franca por 4 anos, sendo vencedor do prêmio de um dos 20 melhores projetos de Gestão de TIC do ano de 2007 do Brasil, concedido pela Revista TI & Governo. Hoje atua como Consultor de Gestão Administrativa, Financeira e de Pessoal, Gestão de TIC e Projetos.

Contato: jean@jeanrl.com.br

Depois de um longo inverno estou de volta,hehe.

Antes de tudo gostaria de agradecer a você por estar lendo minha singela opinião. Então vamos lá:

Para falar sobre esse assunto temos muito mais que olharmos para a parte conceitual de visão de mercado do que para a parte diretamente relacionada a linguagem de programação, pois assim conseguimos explicar os tantos descaminhos que a Borland trilhou nestes longos anos.

Eu estou na área há mais de 20 anos e isso me dá uma certa visão sobre a tragetória da Borland, já que estava atuando na área de TI quando os fatos aconteceram.

O meu primeiro contato com um produto Borland foi com o excelente, divino, maravilhoso Turbo C++ 3.0, que como os adjetivos que usei mostram, para mim, era um produto fenomenal, e quem usou sabe que estou falando a verdade. Na sua sequência o Turbo C++ 4.0 continuou na mesma linha, ou seja, um ótimo produto.

A seguir nesta linha do tempo o próximo produto que usei foi o Turbo Pascal 5.0 (acho que foi essa versão), também achei um execelente produto, apesar de que estava mais habituado com o dialeto C++, porém as funções (como hoje) eram correlatas e dai foi um pulinho, mas era um produto de ponta também.

Usei muito pouco a versão 7.0 do Turbo Pascal, mas era suigeneres, pois sua orientação a objetos era estratégica, que diga-se de passagem é a mesma base usada até hoje. Para mim o Delphi ainda é um arcabolço para o Turbo Pascal no background fazendo o papel de linguagem, ou seja, uma IDE, mas enfim, hoje se ensiste em dizer que Delphi é uma linguagem , o que na minha opinião não é, mas veja bem, isso é minha opinião, caso você discorde faço um convite a você a instalar o Turbo Pascal 7.0 (imagino que nessa altura do campeonato já deve estar free ou como descontinuada, por favor não entenda que estou dizendo para fazer pirataria, pois não sei como está o seu licenciamento hoje, enfim se estiver ainda em prateleira, compre e instale se quizer testar).

A Borland quando começou a ter problemas financeiros tentou restruturar e mudou seu nome para Inprise para captar ativos e naquele momento não teve muitos reflexos nos seus produtos, pois seus concorrentes não conseguiam chegar a qualidade que seus produtos tinham, mas tinham estratégia e é quando a Microsoft entra na vida da Borland, com a compra de 30% de suas ações sem direito a voto, porém só DEUS, a Micorsoft e a Borland, digo Inprise, sabe o que de fato estava no contrato, enfim a partir dai começam-se os problemas em tão maravilhosas ferramentas de programação, pois é exatamente ai que começa a ''convergencia'' dos produtos das 2 empresas e culminando em que hoje abrimos o Delphi e não sabemos se é Delphi ou se é Visual Studio.

Depois da aventura Inprise, ela voltou a ser Borland e dai CodeGear e agora Embarcadero, claro que estou falando da parte de linguagem de programação, pois hoje a Borland tenta vender produtos que dão suporte á programação, seja ela em grupo ou individual, porém o que era filão de mercado e seu melhor produto ela tenta de todas as formas ficar livre dele.

Você já deve ter percebido com essa história toda que infelizmente não só para a Borland mas como para nós que eramos/somos amantes dos seus produtos que se ela tivesse tido 10% do pensamento Google, ou seja, de que é ''dando'' que se recebe talvez os seus produtos, lucros e posicionamento no mercado hoje seriam outros, mas temos boas iniciativas paralelas que, por exemplo, apesar de ainda estar muito imaturo temos o Lazarus que me agrada muito e uma altenativa Web que apesar de repetir o grave erro de gerar CGI seria o Extpascal.

Enfim tudo isso que relatei foi o que ouvi e li durante esse período, ou seja, como fui apenas espectador posso estar totalmente errado sobre os fatos, sobre a analise não, pois continuo achando que o caminho escolhido foi errado, talvez os motivos possam ter sido outros, porém como disse antes só DEUS, a Borland, a Microsft e talvez outros que sabem exatamente o que foi.

Mas respondendo a pergunta, para mim, o melhor Delphi ainda é o Delphi 7.

1 Comentários

  • Virus contido em pagina de membros - 03/09/09 11:27

    O Delphi 7.0 foi e continua sendo uma Obra de Arte!

 

"Ouvindo" Opiniões (as mais lidas)

Em breve, aguarde!!!

Pharetra Sed Tempus

Morbi sit amet mauris Nam vitae nibh eu sapien dictum pharetra. Vestibulum elementum neque vel lacus. Lorem ipsum dolor sit dolore phasellus pede lorem proin auctor dolor loremmassa phasellus sit. More…

Outras edições da Revista Active Delphi